Ξ  

 

 Sobre a Deficiência Visual

Sugestões de Atividades para a Educação Infantil da Criança com Deficiência Visual

Marilda Moraes Garcia Bruno
 

Blind children playing hide and seek-Overbrook School for the Blind in in Philadelphia, 1912. (Geo. Grantham Bain Collection)
Blind children playing hide and seek at Overbrook School for the Blind (1912)

 

  • Explorar os objetos com mãos, pés, corpo, descobrindo a sua textura e consistência
  • Fazer uso de esquemas motores secundários: bater, puxar, sacudir, empurrar e levantar objetos de diferentes texturas e consistências
  • Explorar os objetos, fazendo movimentos circulares com as mãos para reconhecer o formato e adquirir a noção do todo, associada à indicação visual
  • Achar orifícios, detalhes, diferenças nos objetos, através da exploração visual ou tátil
  • Oferecer objetos significativos como: talco, desodorante, xampu, embalagens, para reconhecimento e descoberta de uso e função
  • Procurar objetos que caíram do lado, embaixo, na frente, atrás do corpo
  • Propiciar experiências táteis e auditivas com objetos que façam o aluno sentir-se produtor do som ou do movimento: molas, canudos, bexigas
  • Encaixar copos, latas, tampas, empilhar objetos de formatos e tamanhos diferentes, construir formas com esses objetos
  • Oferecer objetos para reconhecimento e indicação do seu uso e função: telefone, escova, pente, sapato, carro, boneca, etc.
  • Imitar ações e expressões
  • Ajudar a descobrir as diferentes maneiras de usar os objetos. Por exemplo: colher serve para comer, sacola serve para colocar compras, brinquedos e roupas
  • Explorar simultaneamente a forma, o tamanho e os detalhes dos objetos
  • Vivenciar relações espaciais com o corpo e com objetos: entrar e sair de caixa, pneus, tubos
  • Puxar, arrastar, empurrar objetos de tamanhos e peso diferentes
  • Subir em caixas, cadeiras, mesa, banco, escadas, descobrindo as diferenças de altura, largura, profundidade
  • Realizar movimentos atendendo ordens simples: abaixar, subir, pular
  • Passar por dentro de arcos, de tubos, de cima para baixo, de baixo para cima, nomeando as posições
  • Orientar-se em relação aos colegas: colocar-se à frente do colega na fila, às costas, ao lado
  • Deslocar-se em direção ao som, em linha reta, fazendo o trajeto de ir e vir
  • Posicionar-se em relação aos colegas, descobrindo pela voz, quem está perto e longe
  • Descobrir objetos escondidos em diferentes posições, marcando com som quando está longe ou perto (está frio... está quente .... está esfriando.... está esquentando
  • Orientar-se em relação a um objeto: colocar-se ao lado, dentro, fora, em cima
  • Localizar e guardar objetos e brinquedos em armário
  • Andar sobre cordas em linha reta: cordão de comprimentos diferentes
  • Estabelecer sempre os mesmos horários e locais para a rotina desenvolvida, para que a criança possa antecipar, organizar-se e construir o mapa mental
  • Vivenciar sequência de ações enfatizando o começo, o meio e o fim
  • Andar em passos lentos/ rápidos com marcação rítmica do som
  • Caminhar de acordo com duração de apito: curto/longo. Variar com tambor e chocalhos
  • Descrever oralmente acontecimentos passados e futuros
  • Realizar experiências enfatizando o antes e o depois
  • Organizar caixas com sequência de atividades utilizando objetos que representam a ação que vai ser realizada, vivenciando o “agora, antes e depois”
  • Familiarização da escola com sondagem do ambiente para identificar “pontos de referências e pistas”
  • Utilizar brinquedos como pré-bengala (carrinho de boneca, cavalo de pau, raquete de tênis, etc) para localizar obstáculos
  • Localizar janelas, portas e mobiliários da sala
  • Caminhar entre os móveis e brinquedos em diferentes direções
  • Caminhar no pátio, entre cordas paralelas, colocadas à altura da criança
  • Caminhar entre obstáculos (construir caminhos, labirintos, com bloco de madeira, sacos de areia, etc)
  • Informar ao aluno se as pessoas, os animais e os carros se aproximam ou se afastam do local comentando o que fazem
  • Aproximar-se e afastar-se do aluno falando para que ele perceba se o professor ou colegas estão perto ou longe
  • Sentir o calor do sol e os pingos da chuva
  • Imitar movimentos e posições do corpo: caminhar, parar, abaixar, levantar, ajoelhar, engatinhar, flexionar braços, mãos e dedos
  • Reconhecer objetos por semelhanças e diferenças, fazer pareação
  • Separar massas, moedas, pedrinhas, descobrindo atributos semelhantes ou diferentes dos objetos
  • Descrever as semelhanças entre os atributos
  • Iniciar pequenas “coleções” com todas as crianças criando oportunidades de contagem
  • Organizar “sacos surpresas” com objetos variados para que a criança verbalize os atributos desses objetos
  • Fazer construções com objetos, sucatas grandes e pequenos
  • Vestir e retirar roupas de bonecos de tamanhos diferentes
  • Brincar com jogos simbólicos onde a criança vivencie várias situações do cotidiano mudando os papéis (feirinha, supermercado, escola, cabelereira, etc...)
  • Preparar a mesa para o lanche, distribuindo os utensílios
  • Preparar jogos como: memória com objetos e figuras (diferentes texturas)
  • Realizar atividades que permitam à criança nomear objetos, pessoas, animais, plantas, etc...
  • Participar de adivinhações simples ( o que é, o que é, através de pistas ou jogos orais)
  • Criar histórias a partir de objetos concretos e fatos vividos e ajudar a criança a reproduzi-las
  • Cantar músicas que descrevam ações e contenham gestos
  • Planejar a rotina diária em conjunto, dando ênfase no que será feito ANTES e DEPOIS
  • Fazer massinha de modelar
  • Usando as mãos: passar manteiga no pão, torradas, descascar algumas frutas
  • Descascar frutas e legumes e identificá-los através de atributos, semelhanças de tamanhos, cores, etc
  • Identificar os diferentes tipos de alimentos durante a refeição
  • Usar o guardanapo
  • Identificar o direito e o avesso das roupas
  • Lavar o rosto e pentear os cabelos
  • Uso adequado do sanitário
  • Aprender a assoar o nariz
  • Brincar de tomar banho, ensaboar-se identificando as partes do corpo
  • Abotoar e desabotoar botões, colchetes, primeiro em situações lúdicas como despir e vestir bonecos
  • Brincadeiras de roda, jogos de tradições orais tais como: cantigas, parlendas, rimas, etc
  • Brincadeiras de execução de ordens simples do tipo: O chefinho mandou colocar as mãos no pescoço, cotovelo, joelho, tornozelo, etc...
  • Brincar de esconde-esconde onde a criança escondida será identificada por algumas pistas orais
  • Jogos com rimas
  • Elaborar brinquedos sonoros com sucatas, grãos, sementes .

 

NOTAS:
− O professor pode indicar algumas destas sugestões para a família como uma forma de participação;
− Utilizar estas sugestões com as outras crianças (videntes), será gratificante para todos;
− O professor pode pedir que as crianças auxiliem o deficiente visual em algumas atividades.
 

 

ϟ

A maioria dessas atividades foram extraídas do livro :

O Desenvolvimento integral do portador de deficiência visual: da intervençao precoce à integraçao escolar

Autor: Marilda Moraes Garcia Bruno

Editora Newswork, 1993

Número de páginas 143 páginas

 

fonte: http://dvsepedagogia.blogspot.com.br/

 

 

Δ

4.Set.2015
publicado por MJA