Sobre a Deficiência Visual  
   ║início ║notícias ║a saúde
║dos olhos
║textos
║didácticos
║a cegueira
║na literatura
║a cegueira
║vista pelo
║cinema

║arte e
║cegueira

║legislação
║e ajudas

║contactos

hits counter
Җ  textos didácticos

 

Educação Física escolar e Inclusão:

Uma análise a partir do desenvolvimento motor e social de
adolescentes com deficiência visual e das atitudes dos professores


MÁRCIA GREGUOL GORGATTI

São Paulo, 2005
 

[Tese apresentada à Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo,
como requisito parcial para a obtenção do grau de Doutor em Educação Física.]


Blind Athletes at Overbrook - Percy Byron, 1910-1915

 

O objectivo deste estudo foi avaliar aspectos da aptidão física de 24 adolescentes cegos (12 de escolas regulares e 12 de uma escola especial) e sua percepção sobre as aulas de educação física. Também foram analisadas as atitudes de noventa professores de educação física com relação à inclusão de alunos com deficiências nas escolas regulares. Quanto à atitude dos professores, verificou-se que as maiores preocupações foram sobre sua falta de preparo e a escassez de estrutura da escola para receber, de forma adequada, alunos com deficiências. No que se refere aos testes de aptidão física, os alunos da escola especial apresentaram resultados superiores e uma melhor evolução em praticamente todas as variáveis pesquisadas. Quanto à aceitação e à competência percebidas, novamente os alunos da escola especial demonstraram resultados mais positivos do que seus colegas de escolas inclusivas, afirmando serem mais participativos nas aulas e sentindo-se mais bem aceitos pelos colegas e pelo professor. Por fim, com relação ao conceito dos adolescentes cegos sobre educação física, observou-se que aqueles da escola especial apresentaram um conceito mais relacionado à saúde, à convivência com os amigos e ao ganho de independência. Já os das escolas inclusivas destacaram com mais força o conceito de educação física vinculado ao esporte e, em alguns casos, não conseguiram perceber sua importância enquanto disciplina escolar. Os dados mostraram que ainda são necessários ajustes para que a inclusão nas aulas de educação física seja de fato vantajosa para os alunos com deficiências.

Márcia Gorgatti

 

1  INTRODUÇÃO

2  OBJETIVOS

3  JUSTIFICATIVA.

4  REVISÃO DE LITERATURA

4.1     A inclusão escolar no Brasil – dimensões históricas e legais
4.1.1  Breve histórico: da exclusão à inclusão
4.1.2  Aspectos legais da inclusão escolar no Brasil
4.1.3  Condições necessárias para a inclusão nas escolas

4.2     A inclusão no ensino da educação física
4.2.1  Considerações gerais
4.2.2  A educação física na escola dos dias atuais
4.2.3  O papel da escola no movimento de inclusão em educação física
4.2.4  O professor de educação física no movimento de inclusão
4.2.5  A criança com deficiência e o movimento de inclusão em educação física
4.2.6  A criança sem deficiência e o movimento de inclusão em educação física

4.3     O desenvolvimento de crianças com deficiência visual
4.3.1  Aspectos gerais
4.3.2  Desenvolvimento motor e psicossocial
4.3.3  Adaptações no trabalho para crianças com deficiência visual

5     PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

5.1     Fase 1
5.1.1  Amostra
5.1.2  Instrumento e procedimentos
5.1.3  Análise dos dados

5.2      Fase 2
5.2.1  Amostra
5.2.2  Instrumentos e procedimentos
5.2.3  Análise dos dados

6  LIMITAÇÕES DO ESTUDO

7  ASPECTOS ÉTICOS DA PESQUISA

8  RESULTADOS E DISCUSSÃO

Fase 1

8.1  Atitudes dos professores de educação física

Fase 2

8.2        Evolução das características físicas e motoras dos adolescentes cegos
8.2.1     Evolução das características antropométricas
8.2.2     Evolução das características da aptidão física
8.2.2.1  Resultados do teste de velocidade
8.2.2.2  Resultados do teste de flexibilidade
8.2.2.3  Resultados do teste de arremesso de “medicineball”
8.2.2.4  Resultados do teste de impulsão horizontal
8.2.2.5  Resultados do teste de impulsão vertical
8.2.2.6  Resultados do teste de resistência abdominal
8.2.2.7  Resultados do teste de resistência aeróbia
8.2.2.8  Resultados do teste de equilíbrio
8.2.2.9
  Resultado geral dos testes de aptidão física

8.3      Percepções dos adolescentes cegos sobre as aulas de educação física
8.3.1  Questionário fechado aplicado aos adolescentes
8.3.2  Questionário aberto aplicado aos adolescentes

9  CONCLUSÕES

REFERÊNCIAS

ANEXOS


Obra completa em formato PDF
[ 711 KB = 168 páginas ]
download aqui >> Educação Física escolar e Inclusão
Márcia Gorgatti, 2005
 

ir para o TOPO da página
Publicado por MJA [3.Jun.09]